26 de setembro de 2015

Maria Gadú - "Guelã"



A cantora considera o disco como sendo o seu mais maduro. No disco podemos ver um contraste entre a MPB e toques de experimentalismo, com toques de música africana.

Sim, ele é diferente, ele é mais maduro. Enfim, eu já tenho outra idade, outro posicionamento de vida e de tudo. No primeiro disco eu era moleca também e agora, sei lá, eu estou me sentindo mais velha, eu tô lendo outras coisas, o estilo de vida muda. Os amigos são os mesmos mas todo mundo começa a consumir outras coisas, você fica com outras responsabilidades, isso te abre um outro tipo de vocabulário, inclusive. Isso tudo traz outro tipo de assunto. Eu tenho outras questões hoje em dia.
—Maria Gadú, em entrevista ao portal Tenho Mais Discos Que Amigos!

23 de setembro de 2015

É Primavera


A Arte de Viver Bem

Não exija dos outros o que eles não podem lhe dar, mas cobre de cada um a sua responsabilidade.
Não deixe de usufruir o prazer, mas que não faça mal a ninguém.
Não pegue mais do que você precisa, mas lute pelos seus direitos.
Não olhe as pessoas só com os seus olhos, mas olhe-se também com os olhos delas.
Não fique ensinando sempre, você pode aprender muito mais.
Não desanime perante o fracasso, supere-se o transformando em aprendizado.
Não se aproveite de quem se esforça tanto, ele pode estar fazendo o que você deixou de fazer.
Não estrague um programa diferente com seu mau humor, descubra a alegria da novidade.
Não deixe a vida se esvair pela torneira, pode faltar aos outros…
O amor pode absorver muitos sofrimentos, menos a falta de respeito a si mesmo!
Se você quer o melhor das pessoas, dê o máximo de si, já que a vida lhe deu tanto.
Enfim, agradeça sempre, pois a gratidão abre as portas do coração.