26 de setembro de 2015

Maria Gadú - "Guelã"



A cantora considera o disco como sendo o seu mais maduro. No disco podemos ver um contraste entre a MPB e toques de experimentalismo, com toques de música africana.

Sim, ele é diferente, ele é mais maduro. Enfim, eu já tenho outra idade, outro posicionamento de vida e de tudo. No primeiro disco eu era moleca também e agora, sei lá, eu estou me sentindo mais velha, eu tô lendo outras coisas, o estilo de vida muda. Os amigos são os mesmos mas todo mundo começa a consumir outras coisas, você fica com outras responsabilidades, isso te abre um outro tipo de vocabulário, inclusive. Isso tudo traz outro tipo de assunto. Eu tenho outras questões hoje em dia.
—Maria Gadú, em entrevista ao portal Tenho Mais Discos Que Amigos!

Nenhum comentário: